Como tirar o DRT: o guia mais completo que você já viu

A sigla DRT significa Delegacia Regional do Trabalho. Por questão de hábito, as pessoas passaram a se referir ao registro para atuar como ator e atriz fazendo alusão à sigla. O que precisamos ter para atuar é o Registro Profissional. O número registrado na carteira profissional indica que você é um profissional habilitado para exercer função específica.

O registro pode ser um carimbo na carteira de trabalho, uma carteirinha específica, geralmente emitida pelo sindicato da categoria, ou ainda em formato digital, que você pode imprimir e plastificar.

O órgão que regulamenta a profissão de ator/atriz é o SATED (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões), presente em todos os estados do Brasil.

Existem duas formas básicas de tirar o registro. A primeira é fazendo curso profissionalizante ou oficina de ator. A segunda forma é apresentando portfólio de trabalhos realizados que comprovem sua experiência prévia.

Existem diversos tipos de cursos (pagos e/ou gratuitos) que te dão direito ao registro profissional:

– curso profissionalizante/técnico de teatro;

– bacharel em artes cênicas;

– curso de atuação para filme e/ou tv;

– oficina de atores da Globo ou outras instituições.

Os Cursos de Teatro, estão presentes em diversos municípios, prefeituras e instituições (como SESI, por exemplo). Ao se matricular, é importante saber se o curso é reconhecido pelo MEC, para ter direito ao registro. Aqui, vale a dica de pesquisar referências para garantir uma boa formação, dentro de suas possibilidades financeiras.

DRT para quem fez curso

Se você optou por fazer um curso para conseguir o registro, ao final dele você receberá um atestado que lhe dará o direito a requerer o registro profissional no Distrito Regional do Trabalho de seu município ou o que for mais próximo de você.

Em alguns distritos é necessário fazer o agendamento da entrega da documentação previamente (para evitar filas e tempos de espera muito longos). Este serviço é grátis e você pode ser requisitado online através do site do ministério do trabalho, o SAA – Sistema de Atendimento Agendado, ou pelo telefone.

Site: saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam > Selecione o Estado > Município > Unidade de Atendimento > Tipo de Atendimento: ‘Solicitação de Registro Profissional’.

Telefone: disque 158, depois escolha a opção 8 (agendamento).

Caso seu município não conste na lista ‘Município’, ou dentro da lista ‘Tipo de Atendimento’ não tenha a opção ‘Registro Profissional’, isso significa que você precisará ir pessoalmente ao distrito regional.

Nestas situações eles costumam atender por ordem de chegada. Programe-se para ir bem cedo e entrar na fila para pegar uma senha.

Em ambos os casos, quando se dirigir ao distrito regional do trabalho, já leve toda a documentação necessária para não perder a viagem.

Portanto, antes de ir, preencha (e depois imprima) o requerimento disponível neste endereço: http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/principal.seam

No menu lateral esquerdo, clique no item ‘Registro Profissional’.

Digite seu CPF no campo ‘CPF’ e clique em ‘Buscar’.

Digite seu Nome completo, Nome de sua mãe completo e sua data de nascimento.

Na próxima página, preencha os campos indicados com seus dados e clique em ‘Prosseguir’.

Se você tiver digitado tudo corretamente, vai aparecer uma janelinha com o número de sua solicitação para acompanhamento.

Anote o número, pois é com ele que você vai poder acompanhar o processo depois de ter entregue os documentos.

Na próxima página, selecione a categoria ‘Artista’ e então a função ‘Ator / Atriz’.

Em ‘Documento de Capacitação’, escolha:

‘Atestado de Capacitação Profissional’ para quem conseguiu através da Pasta de Trabalho;

‘Certificado de conclusão de ensino superior’ ou ‘Diploma de curso superior’ para quem cursou Artes Cênicas ou outro de nível superior;

‘Diploma ou certificado correspondente às habilitações profissionais básicas de 2º grau’ para quem fez um curso técnico ou profissionalizante de nível médio.

Dirija-se então ao Distrito Regional do Trabalho com este formulário impresso e munido dos seguintes documentos (original e cópia simples de todos os itens abaixo):

– Formulário de requerimento;

– Atestado de Capacitação Profissional / Diploma / Certificado (*eles ficarão com o original até a data que você precisar voltar lá);

– Carteira de Trabalho (cópia da página da foto e verso. *Eles ficarão com o original até a data que você precisar voltar lá);

– RG;

– CPF;

– Cartão do PIS/Cartão Cidadão/Extrato do PIS Ativo e cópia simples (apenas para quem trabalha ou já trabalhou registrado);

– Comprovante de endereço;

– Certificado/Diploma/Histórico Escolar.

Deixe tudo lá e acompanha o processo pelo número de requerimento. Para isso, basta acessar o site novamente: http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/principal.seam .

O tempo para sair o registro pode variar bastante de região para região. Em média, espera-se pelo menos 20 dias para que devolvam a sua carteira profissional com o Registro Profissional do Ator.

DRT para quem não fez curso

A outra forma de tirar o DRT, se você já é ator / atriz há algum tempo, é através de uma Pasta de Trabalho com uma coletânea de documentos, fotos etc, que comprovem sua experiência na área. Portanto, o primeiro passo é juntar todo o material que puder comprovar sua prática profissional.

Valem, aqui, recortes de jornais e revistas, fotos, declarações, entrevistas ou artigos de revistas, jornais ou websites sobre a peça/filme que você participou, folhetos sobre a peça com o nome dos atores no elenco, pôster, banner, tickets / ingressos, panfletos, flyers, etc. Também pode reunir vídeos de seus trabalhos, figurações, comerciais, novelas. Junte também fotos que tiver de premiações, festivais, palestras que você foi o preletor, oficinas que você ministrou, competições que participou ou foi do corpo de jurados, prêmios que ganhou ou concorreu.

Por fim, junte contratos dos trabalhos que fez, também seu currículo de ator* e/ou headshot, anexe um cartão de visitas, faça uma capa com sua melhor foto, de preferência atuando e reúna tudo em uma pasta com divisões plásticas, caso possua muito material.

Tente manter uma ordem de relevância, seguida de ordem cronológica. Dentro do material que você tiver de cada trabalho, deixe tudo organizado. Por exemplo, você fez participação em Tropa de Elite, então coloque sua foto do cartaz, depois fotos de bastidores juntas, depois fotos de notícias em que você apareceu relativo a esse trabalho, fotos de entrevistas e imprensa, contrato de serviço referente ao trabalho, e por aí vai. Repita essa lógica para todos os trabalhos.

Dentro das notícias, artigos, imprensa que você tiver para colocar, caso você não tenha sido a manchete em si dessas notícias, facilite a leitura e visualização de onde seu nome ou foto aparecem ali, marcando a parte em que é mencionado.

Com a pasta pronta, é hora de ir ao SATED para apresenta-lo ao avaliador! Vale dizer que cada SATED tem critérios próprios para avaliação. Por isso, ligue para se certificar de quais são os passos necessários para o registro e peça para agendar uma avaliação para tirar o registro profissional de ator/atriz.

A avaliação é feita por um diretor de teatro vinculado ao Sindicato. Ele verificará a pasta e fará algumas perguntas sobre sua carreira. Essa conversa não costuma levar mais que alguns minutos. Ao final dela, o avaliador irá então assinar o Atestado de Capacitação Profissional.

Com ele em mãos, você deverá voltar ao Sindicato alguns dias depois (cerca de uma semana) para pagar a taxa (que em cada SATED de cada estado é diferente) e assistir a uma palestra, junto com outros aprovados, sobre legislação e boas práticas do ator.

7 thoughts on “Como tirar o DRT: o guia mais completo que você já viu

  1. Katharina Souza Câmara says:

    Olá, sou bailarina e usei essas orientações para tirar meu registro profissional. Encontrei aqui as informações mais claras e instrutivas. Muito obrigada!

    • lilian aparecida de souza says:

      KATHERINA SOUZA, BOM DIA.
      VOCÊ CONSEGUIR TIRAR SEU DRT, POIS BEM JÁ TENTEI, MAS NÃO OBTIVE SUCESSO. GOSTARIA DE ALGUÉM QUE JÁ FEZ PARA ME ORIENTAR.

  2. Joao Rodrigues says:

    Eu ja fiz um curso que me da direito a tirar DRT de operador de câmera, porém estou no meio da faculdade de Radio TV, se eu tirar o meu DRT de operador de camera depois eu poderei tirar outro? Estou com essa dúvida.
    Grato desde já.

Deixe uma resposta